A Ceasa Goiás está em campanha, levando o laço amarelo da conscientização e distribuindo material com informações.

A Ceasa Goiás amarelou!!! Isso mesmo, no mês de prevenção ao suicídio, a empresa arregaça as mangas e se põe a trabalhar para combater essa que é uma das grandes causas de morte no mundo, principalmente entre jovens. Todos os anos, mais pessoas morrem como resultado de suicídio do que HIV, malária ou câncer de mama – ou ainda guerras e homicídios. Em 2019, mais de 700 mil pessoas morreram por suicídio: uma em cada 100 mortes, o que levou a OMS a produzir novas orientações para ajudar os países a melhorarem a prevenção do suicídio e atendimento.
Setembro é o mês de lembrar e se falar sobre a questão, ou seja, o “Setembro Amarelo”, sendo que a prática começou nos EUA, quando o jovem Mike Emme, de 17 anos, cometeu suicídio, em 1994.


Mike era um rapaz muito habilidoso e restaurou um automóvel Mustang 68, pintando-o de amarelo. Por conta disso, ficou conhecido como "Mustang Mike". Seus pais e amigos não perceberam que o jovem tinha sérios problemas psicológicos e não conseguiram evitar sua morte.
No dia do velório, foi feita uma cesta com muitos cartões decorados com fitas amarelas. Dentro deles tinha a mensagem: "Se você precisar, peça ajuda.". A iniciativa foi o estopim para um movimento importante de prevenção ao suicídio, pois os cartões chegaram realmente às mãos de pessoas que precisavam de apoio.


Em consequência dessa triste história, foi escolhido como símbolo da luta contra o suicídio, o laço amarelo.


Nós da Ceasa Goiás estamos em campanha, não só levando no peito o laço amarelo da conscientização, mas distribuindo material com informações que possam levar à discussão e identificação de casos que podem ter como consequência o suicídio. Falar é o melhor remédio e, em um universo onde circulam cerca de 15 mil pessoas diariamente, justo é que quem precise se sinta acompanhado, apoiado e importante. 
Cada vida preservada será uma vitória!

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.