PEQUENOS PRODUTORES TÊM NOVA LINHA DE CRÉDITO RURAL

Governo de Goiás lançou uma nova linha de baixo custo para empreendimentos de agricultores familiares

Os pequenos produtores do estado agora têm à disposição uma linha de crédito de baixo custo para investir em suas propriedades e desenvolver suas produções. Intitulada Produtor Empreendedor – Crédito Rural, a nova linha de crédito é voltada à agricultores familiares e tem taxas de juros a partir de 0% ao mês. Foram disponibilizados R$ 150 milhões para atender aos produtores.

 

A iniciativa feita pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e da Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), juntamente com suas jurisdicionadas Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater) e Agência de Fomento de Goiás (GoiásFomento), tem o propósito de oferecer oportunidades mais justas de desenvolvimento, encorajando o empreendedorismo e fomentando novos negócios no campo.

 

Foram criadas três categorias de crédito que se diferenciam por tipo de projeto e necessidades de cada empreendedor. Na primeira categoria o valor solicitado pode chegar até R$3.000,00 com carência de 90 dias. A taxa de juros é de 0% e o prazo é de 36 meses. Na segunda categoria o crédito chega a R$21.000,00 com carência de 90 dias. O juros é de 0,25% ao mês e o produtor pode dividir em 36 parcelas. Na terceira categoria o valor solicitado pode chegar a R$50.000,00 com um ano de carência. O juros é de 0,5% ao mês dividido em 60 vezes.

 

Para acessar o crédito o pequeno produtor deve procurar uma unidade da Agência Goiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) em seu município. A Emater possui 220 unidades distribuídas em todo estado e atuará como correspondente bancária. Ao procurar a agência, o tomador deve estar munido dos documentos de identidade, CPF, de propriedade do imóvel, comprovante de residência e relatório de rendimento bruto dos últimos 12 meses da atividade rural e não rural. Caso seja necessário, a Emater irá elaborar projetos de acordo com as necessidades do produtor. Após trâmite interno, o crédito é liberado pela GoiásFomento.

 

O presidente da Emater, Pedro Leonardo de Paula Rezende, acredita que essa nova linha de baixo custo estimulará o empreendedorismo rural, principalmente entre os pequenos produtores da agricultura familiar. Para ele, o objetivo é incluir estas pessoas no processo produtivo da agropecuária, que exige investimento. Com o crédito, os produtores poderão investir mais na propriedade, adquirir maquinário, animais e insumos necessários ao desenvolvimento da produção, além de melhorar a infraestrutura.

 

Vale lembar, que além dessa nova linha de baixo custo do Produtor Empreendedor – Crédito Rual, existem outras linhas de fomento as atividades agropecuárias disponíveis no Sistema Nacional de Crédito Rural criado em 1965, como o PRONAF, para agricultores familiares, e o PRONAMP, para médios produtores, procure se informar.