Saboreado no mundo todo é rico em fibras e poucas calorias

Consumido em quase todo o mundo, cozido ou cru, podendo ser um acompanhamento ou ingrediente principal. 

Esse é o repolho produto muito comercializado na Ceasa Goiás.

Em 2019 foram quase 79 milhões de reais movimentados no entreposto com o vegetal.

Cozido, refogado, em sopas, saladas cruas, em conservas são as receitas para saborear esse vegetal de gosto exótico, pouca calorias, rico em vitamina e sais minerais. 



Tanto o repolho roxo quanto o branco são parecidos em nutrientes, no entanto o roxo possui mais fósforo e selênio, enquanto que o branco é mais rico em vitamina A e ácido fólico. 

É eficaz contra problemas intestinais devido à grande presença de fibras, age como cicatrizante, combate o envelhecimento precoce, gripes e resfriados. 

Os maiores benefícios nutricionais estão no consumo do vegetal cru, mas os pratos em que o repolho é refogado, por exemplo, são muito saborosos. 

A dica é charuto, uma receita árabe: 



Os ingredientes:
1 repolho branco grande;
1 kg de carne moída de sua preferência;
1 cebola picada;
2 xícaras de chá de arroz cozido;
2 tomates picados;
1 maço de cheiro verde;
2 pacotes de queijo ralado;
1 lata de molho de tomate pronto;
3 colheres de sopa de azeite. 

Ferva 1 litro da água com uma colher rasa de sal. Separe a folhas do repolho, sem quebrá-las, e mergulhe na água fervendo por 40 segundos cada folha e reserve.

Em outra panela, misture todos os ingredientes restantes, menos o molho de tomate e tempere com sal e pimenta-do-reino. Enrole as folhas com esse recheio em uma assadeira e faça o molho de tomate em uma outra panela. 

Depois cubra os charutos com o molho, polvilhe queijo ralado, tampe a assadeira com papel alumínio e leve ao forno pré-aquecido em 180° por 20 minutos. Sirva com arroz branco.